sexta-feira, janeiro 19, 2007

Não há tempo

Não há tempo para viver.
Não há tempo para escrever.

Não há tempo para ter tempo.
Nem para beber quando sedento.

Não há tempo para o jornal
E ver o que no mundo está de mal.

Não há tempo, um bocado que seja.
Nem no tempo que nos sobeja.

Não há tempo para comer.
Pois o tempo passa a correr.

Não há tempo para nada.
Mas há sempre tempo para fazermos cagada.

Não há tempo para o amor.
Nem tempo para se ficar no pódio.

"Não há tempo"
É uma desculpa estúpida e sem pudor…
… Pois arranja-se sempre tempo para o ódio.

Não há tempo para viver…
… mas é melhor por ter tempo, se fazer…
… amanhã pode ser tempo de morrer.

1 comentário:

  1. Do tempo que não temos, faz-se sempre tempo para o que mais gostamos!

    ResponderEliminar