segunda-feira, março 31, 2008

Religião obrigatória.

Ando um bocado farto de todas a religiões que nos prometem tanto e nos dão muito pouco para não dizer mesmo, nada.

Prometem sempre a mesma coisa. Reparem:
- Paz de espírito e felicidade.
- A obtenção da verdade.
- Um lugar no céu.

Na verdade o que conseguimos é:
- Perda de tempo.
- Perda de dinheiro ( tempo e dinheiro é a mesma coisa. Estou-me a repetir. Paciência!)
- Ficarmos ainda mais embaralhados.
- Sermos olhados pelos vizinhos e conhecidos, com desconfiança.
- E se formos um pouco mais fervorosos, sermos apelidados de radicais, beatos, totós ou que temos a mania que somos mais que os outros.

Por isso, HOJE, decidi inaugurar uma religião.

Mas não uma religião qualquer com um Deus invisível ou um gajo que se lembrou de dizer que entrou em comunhão com o universo, seja lá o que isso possa querer dizer.
Uma religião que está acessível a todos. Que possa trazer EFECTIVAMENTE o que as outras só prometem.

Como este religião tem um fundamento básico que é "acreditar em alguma coisa", vou-lhe chamar de:
Organização Basicamente Religiosa das Alegrias Retidas.
Para abreviar. O.B.R.A.R.

Exactamente!
Não precisamos de Igrejas. Elas já existem em todo o lado. Em qualquer edifício que faça jus a esse nome, têm um lugar, por mais pequeno que seja, onde podemos nos recolher para reflectir.
Podemos reflectir de cócoras ou sentados. Claro que quando é necessário reflectir com mais solidez, a reflexão terá que ser feita na posição de sentado. Além de ser mais cómodo do que a tradicional posição de joelhos, garante-se melhores resultados.

Para as reflexões mais ligeiras, mas não menos importantes, podemos seguir os ensinamentos da:
União Reflexa Interior Nas Aguas Remanescentes.
Mais conhecida por U.R. I.N.A.R.

O altar deixa de ser um objecto de inanimado e adorado à distância para um colectivo, passando a ser um objecto particular onde podemos interagir com ele o tempo necessário até nos sentirmos aliviados.
Deixa de existir bíblia sendo substituída pela leitura que mais se adaptar ao crente. Não é obrigatória, mas para os mais incautos garante-se sempre alguma leitura na zona públicas com dizeres que estão escritos nas portas. Nos domicílios, sempre podem ler os rótulos dos frascos de champôs ou as instruções dos condicionadores.

A verdade é a O.B.R.A.R. garante a felicidade e a remição dos nossos pecados, pois eles são enviados directamente para o inferno que dá pelo nome de "esgoto", ficando livre de todos os pensamentos criminosos ( ou arranjo uma sanita ou mato alguém), nojentos ( f***-se! Ainda me cago todo) e impetuosos ( me**a, f***-se, que cólicas do ca****o! ).
Para os menos exigentes e na falta de um altar disponível, sempre podem usar uma moita, um recanto num penedo, ou outro sitio onde se sintam que podem estar em paz.
O tradicional, "AMEN" ou "OUVI-NOS SENHOR", é substituído por aquilo que qualquer um pretender exteriorizar. Posso dar alguns exemplos mais clássicos como:
- Aaaaaaaaaaaaaaah!
- Ufffffffff.
- Pooooorrrraaaa!!!!

Embora o lugar no céu não fique garantido, a paz na terra é irrefutável além que a sensação de ter as nossas merdas exteriorizadas estará muito perto da sensação de ter atingido o Éden.
Por outro lado a verdade é um a facto assumido, pois todos sabemos que com o intestino cheio e cólicas à mistura, nunca conseguimos pensar com lucidez.

Adiram à O.B.R.A.R. porque só têm a ganhar. (E porque não têm outro remédio!)

Isto ainda é uma primeira ideia que está em desenvolvimento. Em breve estarão disponíveis datas para um congresso num bar perto de si.

18 comentários:

  1. Já tens a primeira adesão!

    OBRAR! OBRAR! OBRAR!

    ResponderEliminar
  2. Vim retribuir a visita e achei piada ao blog.
    Acho que vou voltar.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Volta sempre.
    De vez em quando, há por aqui coisas com graça.

    ... de vez em quando.

    ResponderEliminar
  4. Tendes aqui o 2º crente amigozzzzz

    Kongas

    ResponderEliminar
  5. Boa DuDu, já aderi à O.B.R.A.R. e na primeira U.R.I.N.A.R. segui o teu conselho.
    Sentei-me em cima do dito com o portátil ligado a ler o teu blog.
    Sinto-me realizado!!!

    Já agora, informo-te que estou ansioso pelo hipotético congresso, quero U.R.I.N.A.R. amiúde!!!!


    Bbbbbbrrrrrrrrrrr....!!!!!!

    ResponderEliminar
  6. Bem podes ter a certeza que o congresso vai para a frente. Nem que seja ao pontapé.

    ( queria escrever "ao empurrão", mas era o mesmo que dar de comer à onça, não é Statler? :D )

    ResponderEliminar
  7. Então em vez de teres um Papa, tens a Caca?

    Boa malha.... muito boa mesmo

    ResponderEliminar
  8. Sou houvesse um pontifice seria de facto um Cáca no lugar de um Pápa. ( Andas a ler-me a porra dos textos, caraças. Tu levas-me porrada. )

    O problema está em como gerar o pontificado. Pela quantidades de vezes que consegue entupir uma sanita... perdão o altar?
    Isso é um pecador extremo.
    Alguém com diarreia? Sabendo que é o excesso de fibra é a causa disso, eu não vou querer um cereal-killer como autoriadade extrema.

    ResponderEliminar
  9. Então e as eleições? Sempre se pode por um bébe com pó talco no 'bumbum'. quando der um 'traque'... fumo branco... HABEMOS CACA

    ResponderEliminar
  10. Boa noite Eduardo
    Eu não sou uma pessoa de conflitos,posso ter mau feitio,mas não gosto de estar mal com ninguem... Esta situação está a deixar me desconfortavel!
    Eu não escrevo para agradar,sei que não tenho o QI como teu,mas gosto de escrever assim porque sei que não entendem do que falo...
    Nem tão pouco quero que entendam...
    São coisas da minha alma e são só minhas.
    Nunca escreverei como algum dos poetas famosos isso eu sei...
    Apesar de ser um pouco gotika, existe coisas que não aceito e jámais aceitarei...
    A minha intenção não é por as pessoas umas contra as outras...
    E isto ja me deixou sem vontade de continuar,porque está acontecer algo que não concordo.
    As respostas que te dei no meu blog era para entenderes gostando de ser um pouco gotika, existe coisas que não pratico...
    Sinceramente sinto me triste com tudo isto.
    Desejo uma noite de paz

    ResponderEliminar
  11. Gostei! A esta eu vou aderir, até nem me custa nada, nunca fui presa de intestinos por isso Obremos irmãos...

    ResponderEliminar
  12. Já aderi à nova religião
    OBRAR vivaaaa
    Finalemnte uma religião que nos permite pensar livremente :)

    Acho a URINAR muito superficial e tenho um pouco de receio de pensamentos salpicantes. Prefiro a OBRAR sempre se está sentado.

    Sou adepto. Vou ao templo pelo menos 2 vezes por dia :)

    Diz lá que não sou um pensador e um religioso saudavel... :)

    Abraço

    ResponderEliminar
  13. Não ajoelho, não ajoelho, não ajoelho!!!!!

    Já disse!!!!!!

    ResponderEliminar
  14. Velho, pasmo contigo!!!!
    Logo tu que és um incrédulo assumido, vais no espirito da carneirada!!!!

    Julgava-te crente acérrimo das algálias!!!!

    ResponderEliminar
  15. Sobre a religião aconselho a ver o documentário "Zeitgeist"

    Quem sabe se um post sobre o assunto dê origem a um debate bastante interessante.

    Abraço

    ResponderEliminar
  16. "Zeitgeist".
    ... anotado...
    Vamos lá ver se tenho alguma surpesa!

    ResponderEliminar
  17. Não te iludas DuDinha, a tua surpresa... sou eu!!!!!

    ResponderEliminar